Enem é Cancelado na Justiça Federal

Posted on novembro 9, 2010 por

0


A Justiça Federal do Ceará aceito o pedido de liminar do Ministério Público Federal (CE) ontem segunda-feira (8), que pede a suspensão do Enem 2010. A Juíza da 7ª Vara Federal, Karla de Almeida Miranda Maia, aceitou a argumentação de ação civil pública do MPF, que afirma que os erros que ocorrerão durante o exama causaram prejuizo para os candidatoss. A decisão tem efeito em todo o Brasil, mas cabe recurso.

Fernando Haddad

Fernando Haddad – Ministro da Educação

As provas do Enem 2010 foram aplicadas neste último final de semana, em todo o país. No sábado, muito estudantes reclamaram de erros na folha de respostas e na prova amarela. O Ministério da Educação (MEC) admitiu as falhas. A decisão proferida pela justiça cearense cita erros de impressão no cartão de respostas e nas provas amarelas, além de erros na aplicação da prova, como o caso de um repórter que entrou com um celular na sala de provas.

Segue um trecho da decisão:

“A disponibilização de requerimento àqueles estudantes prejudicados pela prova correspondente ao caderno amarelo, e a intenção de realizar provas apenas para os que reclamarem administrativamente não resolve o problema. Novas provas poriam em desigualdade todos os candidatos remanescentes. Do mesmo modo, novas provas não solucionaram o problema da segurança na aplicação do exame”

Em nota publicada no site do Ministério da Educação, eles afirmam que a preocupação da magistrada referente a igualdade de condições dos concorrentes está assegurada pela utilização da Teoria de Resposta ao itém TRI (Conjunto de modelos matemáticos usados no Enem permite que os exames tenham o mesmo grau de dificuldade). Testadas antes da prova, as questões ganham um peso que varia de acordo com o desempenho dos estudantes nos pré-testes — quanto mais alunos acertam uma determinada pergunta, menor o peso que ela terá na prova porque o grau de dificuldade é supostamente menor.

MEC

MEC Irá recorrer da Decisão da Justiça Federal

Pra o Ministro da Educação as falhas estão na “taxa de tolerância”. Segundo Haddad o MEC irá apresentar a Justiça uma explicação sobre o usdo do TRI “Nós vamos recorrer da decisão da juíza. Não há nenhuma razão objetiva, técnica, para cancelar a prova do sábado. Se nós não acatarmos a Teoria de Resposta ao Item, se não considerarmos que é possível aplicar uma prova aos alunos prejudicados com o mesmo grau de dificuldade da primeira, nós vamos colocar em risco todo o sistema de avaliação do Brasil”

Anúncios
Posted in: Geral