Morador da Vila Cruzeiro denuncia Polícia por Abuso

Posted on novembro 30, 2010 por

0


Parece loucura, mas é isso mesmo moradores do complexo do alemão e da Vila Cruzeiro no Rio de Janeiro estão denunciado polícias que segundo eles invadiram suas casas de forma abusivas e praticaram atos como violência e até roubo. Em meio a uma Guerra, os polícias cariocas foram heróis sim, tirando o tráfico do Complexo do Alemão, porém alguns deles forão vilões, e ainda não foram descobertos.

Ronai Morador da Vila Cruzeiro

Ronai e Esposa, Moradores da Vila Cruzeiro (Publi. Correio Braziliense)

Bom para não por a culpa só nos Policias moradores relatam que após terem suas casas arrombadas, até alguns moradores aproveitaram da situação que a própria Polícia iniciou para furtar objetos dos próprios vizinhos.

Um dos casos que tomou enormes proporções foi o do morador Ronai Braga, da Vila Cruzeiro. O Morador afirma que a Polícia lhe tomou R$ 31 mil reais os quais ele tem documentos que comprovam a Licitude do dinheiro, que foi uma recisão de contrato da empresa onde ele trabalhou durante 8 anos. Ele teve sua casa Revirada, tudo jogado, ele foi literalmente humilhado, (Segue Vídeo abaixo).

Esse vídeo publicado pelo Correio Braziliense, é revoltante, o morador não se diz contra a Polícia, mas sim contra os maus elementos que usam da farda para acabar prejudicar gente honesta. A Polícia do Rio disse que está investigando as denúncias mas e agora? Quem irá devolver tudo o que foi destruído?

O Estado do Rio não pode mostrar este lado ‘frágil’ em um momento de tanta alegria do povo carioca, que em sua maioria sente-se orgulhoso dos polícias que desmoralizaram o tráfico. Cartas dos moradores aos polícias foram entregues inclusive de crianças, e isto virou motivo de comemoração inclusive na Televisão e internet, porém pouco se vê pulicar dos abusos, será que a imprensa chamada da ‘PiG’ esta querendo protejer alguém, é claro que os Governantes e os Polícias estão de parabéns, mas isto é Realmente Vergonhoso.

Anúncios
Posted in: Mundo